Pesquisar este blog

quarta-feira, 1 de maio de 2013




"Minha solidão não tem nada a ver com a presença ou ausência de pessoas...
Detesto quem me rouba a solidão,sem em trocar me oferecer verdadeiramente companhia."

segunda-feira, 30 de julho de 2012

"Você cuida da sua vida.Eu cuido da minha. E a gente se cuida."

quarta-feira, 18 de julho de 2012

"Alguém entra na sua vida, rouba seu tempo, destrói sua confiança, agride sua auto-estima, estilhaça o pouco que resta da sua esperança no amor. E sai ileso. Não adianta desperdiçar sofrimento por quem não merece. É como escrever poemas em papel higiênico e limpar o cu com os sentimentos mais nobres."

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Autenticidade.

Num mundo onde a autenticidade é mínima em meio a tanta hipocrisia, é difícil ser quem a gente é.Pensar com a nossa própria cabeça, ser autor das nossas próprias atitudes;Mas como isso pode ter sido banalizado se as diferenças,os defeitos,as originalidades é que são a porta para um mundo melhor, para um ser humano melhor?Que graça teria se fossem todos iguais? São as imperfeições que tornam você perfeito para alguém, único,aquele defeito chato que só você tem...
Se as pessoas soubessem o quanto aquela impulsividade precipitada, aquela palavra dita numa hora errada,porém com muita sinceridade, é na verdade a transparência que o mundo não tem. Os loucos,desajustados,criadores de caso...empurram a raça humana para a frente, você pode até hostilizá-los, mas jamais ignorá-los.
Eu,particularmente, odeio gente perfeita. Para mim perfeito é aquela pessoa que é exatamente como ela é.Sem tirar nem pôr!Autênticos tem um jeito particular de ver o mundo,cansaço das mesmas opiniões,compartilhar as mesmas hipocrisias. Aquele mau humor que não faz você sorrir nem por um minuto quando acorda,aquela declaração que você queria fazer,e fez. Aquele comentário ácido que não poderia faltar ou simplesmente um abraço,uma palavra amiga,sincera,para as pessoas que amamos.Ser alguém,não ser outro.Pensar,e não seguir pensamentos.Adorar aquele suco de beterraba com cenoura e laranja;Um único ser em meio de tantos "eus" que tem por aí.
Enfim,um jeito excêntrico,estranho,bizarro..que é meu e não seu.
E como diria Leminski: "Isso de querer ser exatamente aquilo que a gente é ainda vai nos levar além."

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Remar. Re-amar. Amar.

"Olha, eu sei que o barco tá furado e sei que você também sabe, mas queria te dizer pra não parar de remar, porque te ver remando me dá vontade de não querer parar também.Tá me entendendo? Eu sei que sim. Eu entro nesse barco, é só me pedir. Nem precisa de jeito certo, só dizer e eu vou. Faz tempo que quero ingressar nessa viagem, mas pra isso preciso saber se você vai também. Porque sozinha, não vou. Não tem como remar sozinha, eu ficaria girando em torno de mim mesma. Mas olha, eu só entro nesse barco se você prometer remar também! Eu abandono tudo, história, passado, cicatrizes. Mudo o visual, deixo o cabelo crescer, começo a comer direito, vou todo dia pra academia. Mas você tem que prometer que vai remar também, com vontade! Eu começo a ler sobre política, futebol, ficção científica. Aprendo a pescar, se precisar. Mas você tem que remar também. Eu desisto fácil, você sabe. E talvez essa viagem não dure mais do que alguns minutos, mas eu entro nesse barco, é só me pedir. Perco o medo de dirigir só pra atravessar o mundo pra te ver todo dia. Mas você tem que me prometer que vai remar junto comigo. Mesmo se esse barco estiver furado eu vou, basta me pedir. Mas a gente tem que afundar junto e descobrir que é possível nadar junto. Eu te ensino a nadar, juro! Mas você tem que me prometer que vai tentar, que vai se esforçar, que vai remar enquanto for preciso, enquanto tiver forças! Você tem que me prometer que essa viagem não vai ser a toa, que vale a pena. Que por você vale a pena. Que por nós vale a pena.  Remar.Re-amar.Amar."

domingo, 4 de setembro de 2011

Eu.

"Mas não sou completa,não.
Completa lembra realizada.
Realizada é acabada.
Acabada é o que não se renova a cada instante da vida e do mundo.
Eu vivo me completando...Mas falta um bocado."